Na CBOT, milho volta a trabalhar em campo negativo na manhã desta 4ª feira e testa ligeira desvalorização

Publicado em 01/02/2017 09:19 e atualizado em 01/02/2017 13:32
120 exibições

As cotações futuras do milho iniciaram o pregão desta quarta-feira (01) em campo negativo na Bolsa de Chicago (CBOT). Por volta das 8h52 (horário de Brasília), as principais posições do cereal exibiam perdas entre 1,00 e 1,25 pontos. O vencimento março/17 era cotado a US$ 3,58 por bushel, enquanto o maio/17 trabalhava a US$ 3,66 por bushel. Já o julho/17 operava a US$ 3,72 por bushel.

O mercado iniciou o mês ainda de olho na relação comercial entre o México e os Estados Unidos. O país é um importante comprador do grão de origem americana e deve adquirir 13,8 milhões de toneladas do cereal nesta temporada, conforme ponderam as agências internacionais,

Em contrapartida, o foco dos participantes do mercado também está voltado para a safra norte-americana. A perspectiva inicial é que haja uma queda na área destinada ao cereal nesta temporada.

Veja como fechou o mercado nesta terça-feira:

>> Em Chicago, milho consolida movimento positivo e fecha pregão desta 3ª feira com ligeiras valorizações

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário