Soja & Milho: USDA da próxima semana deve trazer redução na área, produção e produtividade

Publicado em 07/06/2019 12:27 e atualizado em 09/06/2019 08:52
6976 exibições

LOGO nalogo

O novo boletim mensal de oferta e demanda que o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) traz na próxima terça-feira, 11 de junho, já deverá trazer números menores para a safra 2019/20 dos Estados Unidos, de acordo com estimativas de analistas e consultorias internacionais. 

A continuidade das adversidades climáticas e das dificuldades enfrentadas pelas lavouras norte-americanas já inspiram uma baixa nas projeções das principais casas e, confirmadas, poderiam ter um impacto considerável sobre o andamento dos preços na Bolsa de Chicago. 

EUA 7EUA 3EUA 1 lamaEUA 1 lamaEUA 3EUA 6

 

MILHO

As estimativas indicam uma redução de área considerável. O último número do USDA foi de 37,56 milhões de hectares (92,8) milhões de acres, enquanto as projeções variam agora de 33,59 milhões (83 acres) a 35,61 milhões de hectares (88 milhões de acres). As projeções são as mais variadas, uma vez que as condições são extremamente irregulares até este momento entre os estados. 

O milho é a cultura que registra as condições mais graves neste momento. A janela ideal para o plantio já foi encerrada, mas muitos produtores ainda insistem em seguir com a semeadura em alguns pontos dos EUA. Outros já fazem replantio de parte de sua área e há ainda os que migraram parte para a soja e aquele que irão aderir ao Prevent Plant. 

"Há produtores que este ano, pela primeira vez, destinarão 100% de sua área de milho ao Prevent Plant", disse o agrônomo e PhD em agricultura, Michael Cordonnier, em entrevista à Max Armstrong. "O que sabe é que a área cultivada com milho será muito menor do que as estimativas iniciais. Os problemas são generalizados, de Nebraska a Ohio", completa. 

E com problemas de solo, germinação e temperaturas baixas, além do excesso de umidade e de outros estresses pelos quais as lavouras têm passado, já se espera também que o reporte traga uma menor produtividade e, consequentemente, uma menor produção. 

Assim, o mercado já aposta em uma produção de milho de 362 milhões de toneladas, contra o último número do USDA de 381,78 milhões. No entanto, alguns especialistas já calculam uma perda de 40 a 50 milhões de toneladas. 

De Monticello, em Iowa, Jason Russell mostra, pelo Twitter seu campo de milho com muita umidade. 

EUA 4

Leia mais:

>> Safra de milho dos EUA pode perder até 50 mi de t, calculam especialistas

A produtividade esperada pelo mercado é agora de 180,34 sacas por hectare, contra 184,11 estimadas em maio pelo departamento americano. Cordonnier trabalha com uma média ainda menor, de 174,69 sacas por hectare. "Tudo vai depender das próximas semanas", diz.

SOJA

Para a soja, ainda de acordo com os especialistas, é cedo para números tão específicos. Mesmo assim, já se sabe que a produção não alcançará todo seu potencial inicialmente projetado dado o atual cenário. Para o agrônomo americano, boa parte da área de de soja também será destinada ao Prevent Plant. 

Assim, a redução esperada na colheita da soja é bem mais tímida do que a do milho. O mercado espera uma safra de 112,21 milhões de toneladas, enquanto o reporte de maio do USDA apontou 112,94 milhões de toneladas. 

O rendimento esperado para a oleaginosa, segundo as expectativas do mercado, é de 54,91 sacas por hectare. O departamento americano estimou, no mês passao, 55,48 scs/ha.  

Nesta semana, a consultoria Informa Economics também trouxe uma revisão em seus números sobre a safra 2019/20 dos EUA. A projeção da consultoria é de uma área de 34,44 milhões de hectares, contra o USDA de maio que trouxe 34,24 milhões. No entanto, as atuais condições de clima e a janela para o plantio da oleaginosa que começa a se estreitar pode mudar essas perspectivas. 

Na maior parte dos principais estados produtores, o período adequado para a semeadura da oleaginosa se encerra entre 10 e 20 de junho. 

Veja ainda:

>> Nos EUA, produtores tentam seguir com plantio na lama; área é incerta

>> EUA: Janela de plantio está encerrada para o milho e não há estímulo para migração para a soja

>> EUA: Fotos e vídeos mostram os desafios dos produtores em seguir com a safra 2019/20

Por: Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário