Milho abre a 3ªfeira com poucas movimentações na B3 e em Chicago

Publicado em 12/05/2020 09:22 e atualizado em 12/05/2020 12:18 174 exibições
Mercado internacional aguarda relatório de oferta/demanda do USDA

LOGO nalogo

A terça-feira (12) começa com os preços futuros do milho obtendo resultados em campo misto na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações entre 1,21% negativo e 0,20% positivo por volta das 09h14 (horário de Brasília).

O vencimento maio/20 era cotado à R$ 50,08 com alta de 0,20%, o julho/20 valia R$ 46,88 com queda de 0,26%, o setembro/20 era negociado por R$ 45,77 com perda de 1,21% e o novembro/20 tinha valor de R$ 47,85 com estabilidade.

De acordo com a FC Stone, o estado do Paraná já apresenta  potenciais de produtividade reduzidos, em especial a região oeste, que já se espera uma redução de 15% de produtividade.

“No início da semana já reduzimos nosso número de produção para o estado de 13.231 para 12.200 toneladas, uma redução de 7,8%, e este numero deverá ser revisto caso as chuvas esperadas entre o dia 12/05 e 14/05 não se confirmem em bons volumes”, diz a nota.

Mercado Externo

A Bolsa de Chicago (CBOT) também abre o dia com poucas movimentações e resultados em campo misto para os preços internacionais do milho futuro. As principais cotações registravam flutuações entre 1,25 ponto negativo e 0,25 pontos positivos por volta das 09h06 (horário de Brasília).

O vencimento maio/20 era cotado à US$ 3,18 com alta de 0,25 pontos, o julho/20 valia US$ 3,17 com queda de 1,25 pontos, o setembro/20 era negociado por US$ 3,23 com perda de 0,75 pontos e o dezembro/20 tinha valor de US$ 3,34 com baixa de 0,75 pontos.

Segundo informações da Agência Reuters, os participantes do mercado aguardam o relatório mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), no qual os analistas esperam que o governo projete um aumento nos estoques de milho nos EUA no próximo ano-safra.

Na tarde de ontem, o USDA informou que a semeadura do cereal chegou a 67% da área total esperada até o último domingo, contra os 51% da semana passada. Os traders esperavam algo entre 70% e 72%.

Relembre como fechou o mercado na última segunda-feira:

>> Milho abriu a semana em alta no Brasil e indicador Cepea se elevou 2,92% na semana

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário