Milho abre a sexta-feira seguindo alta do dólar na B3

Publicado em 26/06/2020 09:20 e atualizado em 26/06/2020 11:55 384 exibições
Chicago se movimenta pouco de olho no clima e demanda

LOGO nalogo

A sexta-feira (26) começa com os preços futuros do milho mais altos na Bolsa Brasileira (B3). As principais cotações registravam movimentações entre 0,24% e 1,02% por volta das 09h07 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à R$ 46,55 com elevação de 0,98%, o setembro/20 valia R$ 44,50 com valorização de 1,02% e o novembro/20 era negociado por R$ 46,90 com ganho de 0,24%.

As flutuações cambiais foram o fator determinante para a tendência dos contratos do cereal. Por volta das 09h12 (horário de Brasília), o dólar subia 0,78% e era cotado à R$ 5,40.

Mercado Externo

Já os preços internacionais do milho futuro começaram o último dia da semana com poucas movimentações na Bolsa de Chicago (CBPOT). As principais cotações registravam flutuações máximas de 1,00 ponto por volta das 09h02 (horário de Brasília).

O vencimento julho/20 era cotado à US$ 3,17 com alta de 0,25 pontos, o setembro/20 valia US$ 3,21 com elevação de 0,50 pontos, o dezembro/20 era negociado por US$ 3,28 com ganho de 0,75 pontos e o março/21 tinha valor de US$ 3,40 com valorização de 1,00 ponto.

Segundo informações do site internacional Successful Farming, os grãos foram pouco alterados da noite para o dia, com os investidores avaliando a demanda semanal melhorada contra a chuva benéfica no cinturão do milho.

“As vendas de exportação de milho aumentaram semanalmente, de acordo com um relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), mas a demanda tem sido incerta à medida que a pandemia do COVID-19 continua”, diz o analista Tony Dreibus.

A publicação destaca ainda que as culturas têm recebido chuvas benéficas nos últimos dias, um padrão que provavelmente continuará. Hoje, espera-se chuva em grande parte do cinturão do milho e no fim de semana, disseram os meteorologistas.

O Commodity Weather Group disse que a chuva é esperada no Meio-Oeste até sábado e favorecerá as partes central e oriental da região. Uma perspectiva úmida de um a cinco dias reduzirá a secura no centro-oeste oriental, disse o CWG.

Relembre como fechou o mercado na última quinta-feira:

>> Preço do milho sobe no mercado interno com players aguardando chegada de volumes da safrinha

Tags:
Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário