Brasil segue importando mais milho do que em 2020 e média diária de desembarques de agosto/21 é 64% maior do que agosto/20

Publicado em 16/08/2021 15:40 e atualizado em 16/08/2021 17:56 586 exibições
Média diária de valores gastos com a importação subiram 213,71% na comparação anual

Logotipo Notícias Agrícolas

Nestas duas semanas de agosto o Brasil já importou 54.557,2 toneladas de milho não moído, exceto milho doce, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, por meio da Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

Somente nestes 10 primeiros dias de agosto de 2021, o país já acumulou 78,36% do total registrado em agosto de 2020. Sendo assim, a média diária de importação ficou em 5.455,7 toneladas contra 3.315,2 do mesmo mês do ano passado, aumento de 64,56%.

O oitavo mês de 2021 também representou elevações nos valores acumulados na importação com a média diária de US$ 1.351,9 mil contra US$ 430,9 mil de 2020, aumento de 213,71% e nos preços dispensados por tonelada importada que subiram 90,63% saindo de US$ 130,00 para US$ 247,80.

Segundo os números divulgados de Secex, de janeiro até julho o Brasil já acumulou 1.081.771 toneladas de milho importadas, um aumento de 112,6% com relação ao mesmo período de 2020.

Em seu último boletim de acompanhamento da safra brasileira de grãos para o mês de agosto, a Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) manteve sua projeção de importação anual em 2,3 milhões de toneladas.

Por:
Guilherme Dorigatti
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário