Milho: Colheita não eleva oferta; clima prejudica qualidade

Publicado em 09/08/2011 10:53 604 exibições
Apesar de este ser um período de colheita das lavouras de segunda safra no Brasil, a oferta de milho continua restrita no mercado spot, segundo pesquisadores do Cepea. Os trabalhos de campo estão atrasados no Paraná e produtores ainda continuam sem intenção de negociar neste período. Ao mesmo tempo, compradores seguem adquirindo o produto apenas para atender a demanda de curto prazo, conforme informações do Cepea. Além disso, ainda há preocupações sobre o tamanho da safra e o quanto de milho de boa qualidade estará disponível. Na semana passada, chuvas atingiram o Sul do País, parte de São Paulo e de Mato Grosso do Sul. Foi observada, também, forte queda da temperatura. Essas condições climáticas atrasaram ainda mais a colheita em algumas regiões, assim como aumentaram a preocupação com a qualidade do produto. Quanto aos preços, de 1º a 8 de agosto, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (região de Campinas-SP; valores a prazo são convertidos para à vista pela taxa de desconto CDI) subiu 0,87%, fechando a R$ 30,18/saca de 60 kg na segunda-feira, 8. Se considerada a taxa de desconto NPR, na região de Campinas, o preço médio à vista foi de R$ 29,61/sc de 60 kg na segunda-feira, aumento de 0,7% em sete dias.
Tags:
Fonte:
Cepea

0 comentário