Inflação na China atinge máxima de 4 meses, mas há espaço para mais estímulo

Publicado em 10/06/2014 09:16 268 exibições

A inflação ao consumidor na China atingiu máxima de quatro meses de 2,5 por cento em maio, enquanto a deflação dos preços ao produtor enfraqueceu, reforçando os sinais de estabilização na economia.

Ainda assim, a inflação permaneceu dentro da zona de conforto do governo, dando a Pequim amplo espaço para ampliar o suporte de política se necessário buscando conter qualquer ameaça de forte desaceleração do crescimento econômico.

Leia a notícia na íntegra no site da Reuters.

Fonte:
Reuters

0 comentário