FMI corta previsão e PIB do Brasil deve crescer muito abaixo da média

Publicado em 07/10/2014 12:33 254 exibições

O Fundo Monetário Internacional (FMI) cortou outra vez a previsão para o crescimento do Brasil em 2014 e 2015, baixando a estimativa para este ano de 1,3% para 0,3% e de 2% para 1,4% para o ano que vem.

“Competividade fraca, baixa confiança empresarial e condições financeiras mais apertadas afetaram o investimento, enquanto a moderação em curso do emprego e do crescimento do crédito têm pesado sobre o consumo”, afirma o Fundo, no relatório Panorama Econômico Mundial (WEO, na sigla em inglês).

A redução na projeção para 2014 em relação à estimativa feita em julho, de um ponto percentual, foi a maior entre as principais economias do mundo. Em termos relativos, a revisão do número da Itália, de uma expansão de 0,3% para uma queda de 0,2%, foi superior.

Pelas contas do FMI, o Brasil deve crescer neste ano bem abaixo do 1,8% esperado para a média dos países avançados, e muito menos que os 4,4% projetados para os mercados emergentes e em desenvolvimento. Entre as principais economias emergentes, a economia brasileira só deve ter expansão maior que o 0,2% da Rússia, um país que está em conflito com a Ucrânia e sofreu fortes sanções econômicas dos Estados Unidos e da Europa. Em 2014, a China deve crescer 7,4%, a Índia 5,6% e o México, 2,4%.

Leia a notícia na íntegra no site do Valor Econômico.

Fonte:
Valor Econômico

0 comentário