Bovespa acentua perdas com mau humor global; dólar atinge R$ 1,72

Publicado em 12/11/2010 16:21
281 exibições

A Bovespa (Bolsa de Valores de São Paulo) acentua o ritmo de perdas na rodada de negócios desta sexta-feira, em linha com as baixas também vistas nas Bolsas europeias e americanas. Preocupações com a China e com a ausência de medidas concretas na reunião do G20 são os fatores mais citados por analistas.

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa paulista, desvaloriza 1,52%, aos 70.112 pontos. O giro financeiro é de R$ 3,62 bilhões. Nos EUA, o índice Dow Jones, da Bolsa de Nova York, perde 1,06%. Na Europa, as Bolsas de Londres e de Paris fecharam em baixa de 0,31% e 0,93%, respectivamente.

O dólar comercial é cotado por R$ 1,725, em alta de 0,34%. A taxa de risco-país marca 172 pontos, número 2,27% abaixo da pontuação anterior.

Entre as primeiras notícias do dia, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) reportou as vendas do setor varejista aumentaram 0,4% em setembro ante agosto. Trata-se do quinto mês consecutivo de crescimento.

A inflação medida pelo IGP-M foi de 0,79% em novembro, na primeira estimativa prévia desse índice feita pela FGV (Fundação Getúlio Vargas). Para o mesmo período de apuração no mês anterior, a variação foi de 0,75%.

E a agência europeia de estatísticas, a Eurostat, informou que o PIB (Produto Interno Bruto) dos países da zona do euro cresceu 0,4% no terceiro trimestre, ante 1% no segundo trimestre. A economia da Alemanha, a maior da região, expandiu a uma taxa de 0,7% no terceiro trimestre, em linha com as expectativas do mercado financeiro.

EMPRESAS

A Gol anunciou um lucro líquido de R$ 110 milhões para o período do terceiro trimestre, em um crescimento de 41,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já o grupo JBS, maior processador global de carne bovina, registrou um lucro líquido de R$ 133,5 milhões para o terceiro trimestre, em um resultado 11,9% abaixo do contabilizado um ano antes.

Ontem à noite, a Petrobras anunciou um lucro líquido de R$ 8,566 bilhões para o terceiro trimestre deste ano, o que significa um avanço de 3% frente ao que fora observado no segundo trimestre e de 7,9% sobre os resultados de um ano antes. Analistas do setor financeiro projetavam um ganho na casa dos R$ 9 bilhões.

De janeiro a setembro, a estatal acumula lucro de R$ 24,588 bilhões, alta de 10% sobre os R$ 22,390 bilhões constatados nos nove primeiros meses do ano passado.

Fonte: Folha Online

Nenhum comentário