USDA reduz produção e estoques de soja e milho dos EUA da safra nova

Publicado em 12/08/2013 13:32 e atualizado em 12/08/2013 17:23
6029 exibições

Nesta segunda-feira (12), o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) divulgou seu novo relatório de oferta e demanda trazendo uma redução nos principais indicativos tanto da soja quanto do milho referentes à nova safra norte-americana. Os números foram revistos tanto para a produção dos EUA quanto para a mundial. 

Soja EUA - A produção 2013/14 de soja dos EUA foi estimada pelo departamento em 88,59 milhões de toneladas, enquanto no boletim anterior esse número havia sido de 93,08 milhões de toneladas. A produtividade também apresentou uma baixa, e caiu de 50,45 sacas para 48,3 sacas por hectare. 

Os estoques também apresentaram um recuo, passando de 8,03 milhões para 5,99 milhões de toneladas. O esmagamento da oleaginosa foi revisto para baixo e estimado em 45,59 milhões de toneladas, contra 46,13 milhões do relatório anterior.

Números que também foram reduzidos foram os de área. A área plantada foi reduzida de 31,44 milhões para 31,24 milhões de hectares e a colhida passou de 31,12 milhões para 30,92 milhões de hecatres. 

Soja Mundo - A produção mundial também foi revista para menos e passou de 285,89 milhões para 281,72 milhões de toneladas. Já os estoques globais foram estimados em 72,27 milhões de toneladas, contra as 74,12 milhões estimadas em junho. 

O USDA trouxe ainda suas projeções para o Brasil e a Argentina, mantendo seus números em 85 milhões de 53,5 milhões de toneladas, respectivamente. No caso da China, as estimativas também vieram em linha com o boletim anterior, com uma safra de 12,5 milhões de toneladas e importações de 69 milhões de toneladas. 

USDA Agosto - Soja 2013/14

Milho EUA - Nesse relatório de agosto, a safra de milho norte-americana foi projetada em 349,6 milhões de toneladas, enquanto no boletim de julho esse número era de 354,35 milhões de toneladas. Assim como na soja, a produtividade também caiu e passou de 165,65 sacas por hectare para 163,42 sacas. 

Quanto aos estoques de milho, as estimativas caíram de 49,76 milhões para 46,66 milhões de toneladas, assim como as exportações, que passaram de 31,75 milhões para 31,42 milhões de toneladas. Já o uso do cereal para a produção de etanol foi mantida em 124,47 milhões de toneladas. 

Milho Mundo - A produção mundial de milho foi projetada pelo USDA em 957,15 milhões de toneladas, contra as 959,84 milhões do relatório anterior. Os estoques globais também sofreram uma redução, porém, mais amena e ficaram em 150,17 milhões de toneladas, contra 150,97 milhões da boletim de julho. 

Brasil, Argentina e China tiveram suas produções mantidas em 72 milhões, 27 milhões e 211 milhões de toneladas, respectivamente. 

USDA Agosto - Milho 2013/14

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

1 comentário

  • Paulo N. Tozatti Erechim - RS

    O único analista de mercado que merece confiança e tem meu mais profundo respeito e credibilidade chama-se " Liones Severo" por que como eu, simples produtor ruala, sempre duvidou desses relatórios do USDA, só não chamou de mentiroso para resguardar-se, coisa que eu faço agora e reafirmo ESSES RELATÓRIOS DO USDA SÃO MENTIROSOS E TENDENCIOSOS". MENTIROSOS E TENDENCIOSOS. Repito: MENTIROSOS E TENDENCIOSOS

    Mas o que me emburrece, é ter que ouvir e ler alguns outros analistas brasileiros de mercado, que se auto-intitulam nesse sentido, embarcarem nessa canoa furada, com medo de assumir o que falam por covardia e incompetência. Não sei se já disse aqui sobre o que pensava Abraham Lincoln a respeito dessas pessoas, era assim:

    " E MUITO MELHOR FICAR CALADO E DEIXAR QUE OS OUTROS PENSEM QUE VOCÊ E UM IDIOTA, DO QUE FALAR E ACABAR COM A DÚVIDA". É isso aí.Ficar calado é sempre melhor do que falar sem saber o que está falando. Analistas de Mercado.

    0