Soja fecha em queda nesta 5ª à espera de números maiores do USDA para safra dos EUA

Publicado em 09/08/2018 18:25
681 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja fecharam o pregão desta quinta-feira (8) em queda na Bolsa de Chicago. Se ajustando antes do novo boletim mensal de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), os traders optaram por manter-se na defensiva à espera dos novos números. 

Assim, os principais contratos negociados terminaram o dia com perdas de mais de 6 pontos e as primeiras posições de volta a atuar abaixo dos US$ 9,00 por bushel. Já o novembro, que é referência para o mercado agora, terminou o dia com US$ 9,04 por bushel. 

Além disso, o mercado ainda passou por um movimento de realização de lucros após duas sessões consecutivas de altas e de alguns fatores que seguem pressionando as cotações, como a guerra comercial China x EUA e as projeções de uma grande safra norte-americana. 

"Vimos uma consolidação dos preços antes do relatório. Tradicionalmente, o boletim de agosto tende a trazer alguma volatilidade mais intensa aos preços", disse à Reuters Internacional o analsta de commodities da Futures International Terry Reilly. "E com o bom desenvolvimento da soja até agora, é normal essa realização de lucros", completou. 

E é neste reporte que o USDA traz seus primeiros números de produtividades baseados em pesquisas de campo.

"Tradicionalmente, o relatório de agosto não é necessariamente conhecido por sua precisão de previsão, uma vez que as plantações norte-americanas ainda estão em desenvolvimento. Mas, o relatório é conhecido por acordar traders de maus palpites após meses de análise dos dados das avaliações semanais das lavouras", explica o analista de grãos Todd Hultman, do portal norte-americano DTN The Progressive Farmer. 

Sobre a produção de soja, a média esperada é de 120,51 milhões de toneladas, maior do que a estimativa do boletim anterior, de 117,3 milhões. As projeções do mercado variam de 118,5 a 124,54 milhões de toneladas. A safra 2017/18 foi de 119,53 milhões. 

Para a produtividade, a média esperada é de 55,81 sacas por hectare, e as expectativas variam de 54,91 a 57,72 sacas por hectare. Em julho, o USDA estimou o rendimento da oleaginosa em 54,35 sacas. 

No link abaixo, confira a íntegra das expectativas:

>> USDA deve aumentar produtividade e produção de soja e milho nos EUA nesta 6ª (10)

Tags:
Por: Carla Mendes
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário