Acompanhando petróleo, açúcar recua nesta tarde de 4ª feira em NY e Londres

Publicado em 13/10/2021 12:24 23 exibições
Mercado ignora queda de 19% na produção do adoçante no Centro-Sul na segunda quinzena de setembro

Logotipo Notícias Agrícolas

O mercado do açúcar registrava perdas nesta tarde de quarta-feira (13) nas bolsas de Nova York e Londres. A pressão acompanha o petróleo, que registra perdas leves acompanhando em meio temores econômicos e impactos na demanda.

Por volta das 12h (horário de Brasília), o açúcar bruto caía 1,10%, negociado a US$ 19,85 c/lb na Bolsa de Nova York. Enquanto que em Londres, o tipo branco registrava desvalorização de 0,25%, a US$ 515,70 a tonelada.

As cotações do açúcar estendem as perdas da véspera nesta quarta acompanhando, principalmente, as oscilações do petróleo no cenário internacional, além da alta do dólar sobre o real, que influencia diretamente nas exportações.

Os preços do petróleo caíam nesta sessão à medida em que aumenta a percepção de que a demanda pode ser afetada pela inflação e os problemas da cadeia de abastecimento que pressionam as principais economias, segundo a Reuters.

Por outro lado, nos fundamentos, o mercado segue trabalhando com ideia de um déficit global na temporada 2021/22 depois de quebra na safra brasileira, mas algum suporte para o cenário de oferta e demanda com a chegada da safra indiana.

Além disso, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) trouxe nesta manhã de quarta que a produção de açúcar no Centro-Sul caiu 19% na segunda quinzena de setembro, para 2,31 milhões de toneladas.

No cenário global da nova safra, a Alvean projeta o déficit global de até 6 milhões de toneladas na nova temporada, enquanto vê o uso global de açúcar crescendo 1,2% em 2021/22, segundo reportagem da Reuters.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário