Com chuvas no Centro-Sul, açúcar cai mais de 2% em NY e Londres nesta 2ª

Publicado em 18/10/2021 15:53 95 exibições
Mercado também acompanhou perdas do petróleo, além de alta do dólar sobre o real

Logotipo Notícias Agrícolas

Os contratos futuros do açúcar encerraram a sessão desta segunda-feira (18) com perdas de mais de 2% nas bolsas de Nova York e Londres. A pressão veio das chuvas no Centro-Sul do Brasil, além de acompanhamento do financeiro.

O principal vencimento do açúcar bruto na Bolsa de Nova York caiu 2,27%, cotado a US$ 19,35 c/lb, com máxima de 19,80 c/lb e mínima de 19,14 c/lb. No terminal de Londres, o tipo branco registrou baixa de 2,44%, a US$ 507,30 a tonelada.

Depois de altas registradas em algumas sessões da semana anterior, com máximas de mais de US$ 20 c/lb, o mercado do açúcar voltou a cair na Bolsa de Nova York neste início de semana, principalmente, com chuvas no Brasil.

"As chuvas recentes no Centro-Sul do Brasil podem ter diminuído o entusiasmo altista no curto prazo", disseram os analistas Green Pool. Várias áreas do país receberam chuvas nos últimos dias, confirmando as previsões.

Colheita de cana-de-açúcar 21042007 REUTERSPaulo Whitaker
Indicador do açúcar cristal do Cepea bate os R$ 150 a saca - Foto: Reuters

De acordo com reporte da Reuters internacional, as chuvas recentes na região Centro-Sul do Brasil melhoraram as perspectivas para a safra de cana do próximo ano depois de impactos da seca na atual temporada.

A trading inglesa Czarnikow estima a moagem na safra atual de cana em cerca de 520 milhões de toneladas e já projeta elevação na nova temporada para cerca de 540 milhões de t.

O mercado também sentiu durante o dia alguma pressão com realização de lucros, além de acompanhamento do financeiro. O petróleo iniciou o dia em alta, mas passou a cair nesta tarde, contribuindo para as perdas do adoçante.

O dólar operava em alta sobre o real nesta tarde de segunda-feira no Brasil, o que tende a desencorajar as exportações das commodities e pesa sobre os preços externos.

MERCADO INTERNO

Os preços do açúcar seguem com tendência de alta no Brasil. Como referência, no último dia de negociação, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, saltou 0,26%, negociado a R$ 150,24 a saca de 50 kg.

No Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar ficou estável, a R$ 135,14 a saca, segundo dados levantados pela consultoria Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha no último dia de apuração o preço FOB a US$ 19,68 c/lb - estável.

ETANOL

O Indicador do etanol hidratado CEPEA/ESALQ - São Paulo teve valorização de 2,64% na última semana, a R$ 3,4292 o litro, enquanto que o anidro subiu 2,50%, a R$ 3,9393 o litro.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário