Canavieiro do NE teme mudança em Ministério

Publicado em 10/10/2011 08:13 244 exibições
A possível extinção da Secretaria de Produção e Agroenergia, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), responsável pela cana-de-açúcar e pelo café, pode prejudicar o segmento sucroenergético. Esta é a avaliação da União Nordestina dos Produtores de Cana (Unida), que afirma que a iniciativa desprestigia o segundo maior exportador nacional de produtos agropecuários, bem como vai em direção contrária à da política de incentivo à produção da matéria-prima do etanol.

De acordo com o presidente da Unida, Alexandre Andrade, os produtos oriundos de cana só ficam atrás dos derivados de soja. No ano passado, segundo informações da Secretaria de Relações Internacionais do Agronegócio, foram exportados cerca de R$ 13,7 bilhões em itens do complexo sucroenergético. "A cana é responsável por 18% da participação financeira dos produtos agrícola e pecuária exportados no Brasil", diz, ressaltando que não entende o porquê de se extinguir uma secretaria que administra tão bem a produção da cultura no Brasil.

Fonte:
DCI

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário