Desestímulo deve reduzir área plantada com trigo no Rio Grande do Sul

Publicado em 02/04/2018 10:58
116 exibições

Vindos de uma sequência de anos ruins no trigo - seja pela quebra de produção, seja pelo desabamento dos preços -, os agricultores gaúchos estão longe de nutrir otimismo em 2018. Os prejuízos passados, somados à dificuldade de comercialização, justificam o sentimento entre os triticultores de que a área cultivada no Rio Grande do Sul deve encolher pelo quarto ano consecutivo.

Há quem diga que, sem mudanças no cenário, o terreno do trigo no Estado pode ser o menor do século. "O desestímulo é muito grande. Não estimo a área plantada em mais de 600 mil hectares, e isso com muita boa vontade", diz Hamilton Jardim, coordenador da Comissão do Trigo da Federação da Agricultura do Estado (Farsul), que classifica a situação, caso se confirme, como "o fundo do poço" em termos de área cultivada. O Rio Grande do Sul não tem uma lavoura de trigo tão pequena desde 2001, quando foram cultivados 615 mil hectares, segundo o IBGE. 

Veja a notícia na íntegra no site do Jornal do Comércio

Fonte: Jornal do Comércio

0 comentário