Agro continua com plano de reverter a cobrança do Funrural, diz Heinze

Publicado em 01/05/2017 17:02
Confira a entrevista com Luis Carlos Heinze - Dep. Federal - PP/RS
Apesar da proposta do Governo, produtores lutam pela extinção da cobrança. Confira a entrevista com Luis Carlos Heinze - Dep. Federal - PP/RS

O deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS), da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), conversou com o Notícias Agrícolas nesta segunda-feira (1) para debater as discussões que vem sendo feitas a respeito do Fundo de Apoio ao Trabalhador Rural (Funrural).

Hoje, terça-feira (2), a FPA irá ter uma reunião com a Receita Federal para discutir mais algumas propostas relacionadas aos valores a serem cobrados para o novo Funrural, bem como a decisão relativa ao passivo. O presidente da FPA, Nilson Leitão, também acompanhou Michel Temer na abertura da Agrishow e aconselhou o presidente a não decidir por uma das alternativas que estão sendo colocadas à mesa, já que existem várias propostas e ainda é preciso calma para defini-las.

Desde a última semana, o setor está conversando com Temer a respeito das propostas de negociação. Heinze debateu que a cobrança do passivo não servia para os produtores rurais, já que o pagamento não havia sido feito devido a uma decisão anterior pela inconstitucionalidade do tributo. Com isso, Temer pediu para que a Receita Federal conduzisse essa questão para que a negociação fosse feita. A FPA, inclusive, fez cálculos com base na produção de um sojicultor real para demonstrar o quanto a dívida pode ser prejudicial para o futuro dos negócios.

A Ocepar também colocou sua estrutura à disposição para analisar as propostas do setor industrial. A pressão dos produtores, para Heinze, é legítima. Ele destaca a necessidade de uma pressão sobre os parlamentares e também a necessidade de separar as discussões relacionadas ao passivo das discussões que definem os caminhos do Funrural a partir de então. Por fim, destaca também a urgência de uma pressão política sobre o presidente Temer para que ele possa voltar atrás em sua decisão.

Amanhã, a partir das 9h30, será realizada uma audiência pública em Brasília entre deputados, senadores, entidades do setor e produtores rurais para debater o Funrural. Para aqueles produtores que não conseguirem adentrar a sala devido à capacidade, também será feita a transmissão da audiência do lado de fora.

Por:
João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário