Solo fértil: Trincheira mostra raiz do algodão a 2,80 m de profundidade

Publicado em 17/07/2018 10:48 e atualizado em 18/07/2018 18:00
7288 exibições
Fazendas do grupo SLC, em Cristalina (GO) praticam o aprofundamento do perfil no solo há 20 anos. A resposta é alta produtividade
Márcio Silveira - Engenheiro Agrônomo

Podcast

Entrevista com Márcio Silveira - Engenheiro Agrônomo

Download

 

LOGO nalogo

As fazendas do grupo SLC, em Cristalina (GO), devem alcançar uma produtividade de até [email protected] por hectare na atual safra de algodão. Em área de cerrado, a alta produtividade se deve ao aprofundamento do perfil no solo, fruto de um trabalho que vem sendo realizado há 20 anos.

O engenheiro agrônomo Márcio Silveira, responsável pela área, demonstrou ao Notícias Agrícolas uma trincheira que destaca o perfil de 2,80m de profundidade, com solo altamente fértil. Antes, o máximo que esse solo alcançava era 10cm de fertilidade.

Desta forma, nutrientes fundamentais para a planta, como cálcio e magnésio, são encontrados em profundidade. Silveira lembra que técnicas como rotação de culturas, plantio direto, manejo adequado e plantas de cobertura são fundamentais para que esse perfil seja construído.

A região possui vários problemas de veranico. Contudo, com o solo construído, a produtividade não é afetada pelas intempéries climáticas.

Silveira não esconde a felicidade diante da construção de um "solo equilibrado, herança para futuras gerações". "É igual fazer um gol em final de Copa do Mundo", define, observando a trincheira.

Trincheira em Cristalina (GO)  Foto: Daniel Olivi
Trincheira em Cristalina (GO)  Foto: Daniel Olivi

Trincheira em Cristalina (GO)  Foto: Daniel Olivi
​Trincheira em Cristalina (GO)  Foto: Daniel Olivi

Comparação de raiz de algodão em plantio convencional (oeste da Bahia), enviado por Pedro Freitas/Embrapa Solos
Comparação de raiz de algodão em plantio convencional (oeste da Bahia), enviado por Pedro Freitas/Embrapa Solos

Brachiaria
Fazenda Grimm W2L, em São Gabriel do Oeste (MS), 4 metros de raiz - Foto: Reprodução/Redes Sociais
 

Brachiaria
Fazenda Grimm W2L, em São Gabriel do Oeste (MS), 4 metros de raiz - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Brachiaria
Fazenda Grimm W2L, em São Gabriel do Oeste (MS), 4 metros de raiz - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Brachiaria
Fazenda Grimm W2L, em São Gabriel do Oeste (MS), 4 metros de raiz - Foto: Reprodução/Redes Sociais

Tags:
Por: João Batista Olivi e Izadora Pimenta
Fonte: Notícias Agrícolas

5 comentários

  • antonio carlos pereira Jaboticabal - SP

    Terra em cerrado não tem fertilidade profunda, a terra mais fértil no Brasil fica na Fazenda Alpes, 40cm de profundidade. Quem planta café e joga gesso no plantio e mais vários anos as raízes descem 4m. Quem joga gesso no segundo corte da cana e não faz uma cobertura terá uma perda de uns 15%, depois que a raiz da cana enrolou, o gesso não conduz a raiz para profundidade, todo gesso tem que partir do plantio, esse é o segredo !

    0
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Antonio Carlos, o bioma cerrado não tem fertilidade em nenhuma profundidade. A gênese do seu solo foi concebida sob condições edafoclimáticas durante milhões de anos, que resultou nisso que aí está.

      1
    • carlo meloni sao paulo - SP

      Estava com saudades do Antonio Carlos... Ele voltou com um comentário muito instrutivo... Parabéns Toninho!

      0
  • Domiciliano santana do itararé - PR

    Visualmente parece pobre em M.O, senhor vocês não fazem calagem? Já que de 4 em 4 anos apenas escarificam em caso de compactação.

    1
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Domiciliano, está correta a sua visão. .. Uma das características dos solos tropicais é apresentar baixos percentuais em Matéria Orgânica. ...Por que? ... ... Nos solos tropicais predomina as bactérias, microrganismos de vida livre, ávidos decompositores de Matéria Orgânica. Diferentemente das regiões de clima temperado, onde a predominância são os fungos onde, também, o clima influencia na velocidade da decomposição. ... ... A diferença da decomposição da palhada de onde você mora para o Centro Oeste é muito grande. Lá a temperatura média "aumenta a fome das bactérias". ... Não devemos nos esquecermos que a saúde de um solo não é o teor de Matéria Orgânica, mas, sim, a atividade microbiana presente nesse solo, pois são as estruturas microscópicas (que esses organismos constroem), que conferem várias características positivas, desde capacidade de retenção de água, resiliência a compactação, eficiência na resposta as adubações e, por aí vai. ... ... Embora muitos "visualizem" o solo como um substrato para o desenvolvimento de suas atividades agropecuárias, a realidade é muito diferente... ... Ai os custos de produção só tendem a aumentar, pois as empresas onde os melhores cérebros se encontram, teimam em desenvolver plantas transgênicas resistentes à seca e à muitas outras moléstias, mas não ajudam o produtor a melhorar o "meio" (solo) onde ele desenvolve suas atividades. ... ... Essa é só uma voz, perdida nos ventos que o tempo levou...

      1
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. Domiciliano, você conhece aquela frase: "Uma imagem vale mais que mil palavras". ... ... Pois é isso! ... ... Longe de mim em afirmar que essa empresa está enganando o seu público, mas a imagem concentra o interesse de quem a vê. ... ...

      1
    • AGRO É BRUTO Cacoal - RO

      5% MO... Os ácidos húmicos e fúlvicos fazem parte da composição orgânica do solo (húmus) e os condicionadores do solo tendem a simular esta composição. O húmus é formado a partir da decomposição da biomassa do solo em compostos orgânicos. As substâncias húmicas possuem alta capacidade de troca de cátions e estão presentes em solos, águas e sedimentos com matéria orgânica estável (CANELLAS et al., 2005), sendo originadas da deposição e/ou da degradação de resíduos orgânicos vegetais e animais, do metabolismo biológico destes compostos, da ciclagem do C, H, N e O da matéria orgânica do solo, pela biomassa microbiana e, ainda, da polimerização microbiológica dos compostos orgânicos cíclicos, resultando em substâncias complexas com diferentes pesos moleculares (STEVENSON, 1994).

      0
    • AGRO É BRUTO Cacoal - RO

      Os ácidos fúlvicos são solúveis em água, soluções ácidas e alcalinas. Apesar de possuírem similaridade estrutural aos ácidos húmicos, apresentam menor peso molecular, maior quantidade de compostos fenólicos e de grupos carboxílicos e uma menor quantidade de estruturas aromáticas. Estas características lhes conferem melhor solubilidade em

      10 Condicionadores do solo: ácidos húmicos e fúlvicos

      água e maior capacidade de troca catiônica

      0
  • Domiciliano santana do itararé - PR

    Não faz calagem?

    5
  • antonio carlos pereira Jaboticabal - SP

    Toda planta que tem raiz profunda é porque ele usou gesso

    6
  • Telmo Amado Santa Maria - RS

    Parabéns ao Márcio Silveira egresso da UFSM pelo excelente trabalho e a vc Joao Batista por divulgar os avanços do agro

    Prof Telmo Amado

    1
    • AGRO É BRUTO Cacoal - RO

      Desde quando vc mudar o perfil do solo de uma regiao de mata nativa é avanço. Melhores agronônomos...FACULDADE INTEGRADO DE CAMPO MOURÃO-PR

      36
    • Paulo Roberto Rensi Bandeirantes - PR

      Sr. "AGRO BRUTO", você deve ter alguma formação superior, pois seu linguajar é de alguém que foi instigado a ler. Recomendo que você leia mais um pouco sobre perfil de solo. O perfil tem várias características que vão de físicas, químicas e, mais algumas que a maioria "teima" em não enxergar, mas é mais ou menos por aí... ...

      1
    • Rafael Maffessoni Palotina - PR

      Perfil de solo de profundidade é a solução para a agropecuaria do Brasil inteiro, não apenas em solos de cerrado..., pra quem vai atrás de ler, porém, a minha duvida é "por quanto tempo demoraremos para chegar a um nivel desses"? Praticando as tecnicas desejaveis para isso? Gesso, calagem, rotaçao de cultura, cobertura de diferentes plantas? qual seria uma media de tempo para chegar nesse nivel ? obrigado e parabens

      1
    • antonio carlos pereira Jaboticabal - SP

      Ninguém consegue transformar terra de cerrado e terra de mata atlântica, cerrado é cerrado, perde mais de 1500 kg de calcário por ano em um alqueire paulista.Precisa ver quanto tem de areia na terra !

      0
    • Victor Benso Major Vieira - SC

      Bacana mesmo é quando o cidadão implanta a cultura ao lado de uma trincheira já aberta, mas com as paredes cobertas com lona.

      0