Na região de Maringá (PR), preços do milho recuaram 10% nos últimos dias devido à queda registrada no câmbio

Publicado em 27/04/2015 11:31 1101 exibições
Em Maringá (PR), preços do milho recuaram 10% nos últimos dias devido à queda registrada no câmbio. Saca é cotada a R$ 18,00, próximo do custo de produção. Retorno das chuvas beneficia lavouras na localidade. Na soja, rendimento médio ficou em 55 sacas por hectare, dentro do esperado pelos produtores. Já as cotações caíram e a saca é negociada a R$ 56,00. Negócios estão lentos na região.
O preço do milho recuou 10% nos últimos quinze dias na região de Maringá (PR), devido à queda do câmbio e as condições climáticas favoráveis ao desenvolvimento do milho na safra.
 
Segundo o presidente do sindicato rural do município, José Antônio Borghi, nesse patamar, as vendas estão mais lentas. “O ideal seria um valor de R$ 25,00 a saca do milho, mas a partir de 20,00 o produtor já consegue fazer algumas fixações, pois já vai garantir o custo e a gestão da atividade, muito embora seja um preço aquém da necessidade do produtor”, explica.
 
Diante desse cenário, o presidente ainda orienta que, os agricultores negociem a produção aos poucos. “O mercado oscila bastante, algum evento climático ainda pode dar quebra na produção. Diante do cenário indefinido, o correto é esperar”, indica Borghi.
 
Enquanto isso, o clima tem se mostrado favorável ao desenvolvimento das lavouras e a expectativa é de uma produtividade média de 80 sacas de milho por hectare. Os agricultores também enfrentaram problemas com o aparecimento da lagarta do cartucho e o percevejo.
Porém, o presidente sinaliza que, “devido a grande orientação técnica, ao manejo e muita observação do produtor, o controle não foi tão difícil, tivemos poucos casos”.
 
Soja
 
Da mesma forma, o preço da soja também foi impactado pela recente desvalorização do câmbio. Assim como no milho, as cotações também diminuíram. O mercado que estava girando a R$ 60,00, recuou para R$ 56,00 a saca da soja na região paranaense.
 
Já a produtividade, apesar dos problemas pontuais do clima, está em média 55 sacas de soja por hectare.

 

Tags:
Por:
Fernanda Custódio//Nandra Bites

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário