Em Japurá (PR), lavouras de soja já registram perdas após 37 dias sem chuvas

Publicado em 02/12/2016 09:43 e atualizado em 02/12/2016 14:24
940 exibições
Produtividade média das plantações gira em torno de 130 a 140 sacas por alqueire, mas pode baixar para 80 a 100 sacas do grão por alqueire. Quebra poderá superar 30% nesta temporada. Regiões próximas enfrentam a mesma situação. Soja foi negociada antecipadamente entre R$ 70,00 até R$ 80,00 a saca, mas poucos negócios foram realizados.
Confira a entrevista de Geraldo Bortolato - Produtor Rural de Japurá - PR

Podcast

Em Japurá (PR), lavouras de soja já registram perdas após 37 dias sem chuvas

Download

O clima também tem sido irregular na região de Japurá (PR). Com isso, as lavouras de soja da temporada 2016/17 estão há 37 dias sem precipitações e já registram perdas no potencial produtivo. Os prejuízos ainda não podem ser quantificados, até porque, a situação pode ser agravada caso as chuvas não retornem à região.

O produtor rural e representante da Aprosoja PR, Geraldo Bortolato, destaca que o rendimento médio das lavouras, normalmente, é de 130 a 140 sacas do grão por alqueire. “Mas podemos colher entre 80 a 100 sacas por alqueire. As perdas podem superar os 30% nesta temporada devido ao clima adverso”, completa.

Além disso, as altas temperaturas registradas ao longo dos dias, entre 37ºC a 38ºC, também contribuem para o cenário. “A soja está em fase de florescimento e já apresenta um porte menor. Nessa fase, a planta deveria ter um tamanho próximo de 70 cm, mas está com 35 cm. No caso das chuvas, as previsões indicam precipitações nos próximos dois dias, mas precisamos ver se elas irão se consolidar”, diz Bortolato.

Esse é um cenário que se repete na região, como em Maringá, Cianorte e Guaíra. No sul de Mato Grosso do Sul, as lavouras de soja também estão sentindo a ausência das chuvas. “Na nossa região, os produtores ainda não acionaram as seguradoras, porém, já realizam laudos das áreas afetadas pelo clima irregular”, afirma o representante da entidade.

Comercialização

Na localidade, os agricultores não têm a tradição de negociar a soja antecipadamente. Nessa temporada, apenas alguns negócios foram travados com preços entre R$ 70,00 até R$ 80,00 a saca do grão. “Tivemos um valor de fechamento nos últimos dias próximo de R$ 75,50 a saca, é um preço razoável, pois temos custos de produção elevados e adquirimos os insumos com um dólar de R$ 4,20. Também precisamos acompanhar a consolidação da safra”, finaliza Bortolato.

Veja fotos das lavouras de soja na região:

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Lavouras de soja após 37 dias sem chuvas na região de Japurá (PR). Envio de Geraldo Bortolato

Por: Fernanda Custódio
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário