Falta de chuvas gera prejuízos de até 10% na produção de soja em Primavera do Leste (MT)

Publicado em 26/01/2018 10:16 2903 exibições
Confira a entrevista com José Nardes - Presidente do Sindicato Rural de Primavera do Leste - MT
Produtores já acionam seguro na região. Até o momento, cerca de 10% da área cultivada foi colhida. Chuvas registradas na madrugada desta sexta-feira (26) aliviaram condições das plantas em algumas áreas. Saca da soja é cotada ao redor de R$ 60,00. Com comprometimento da janela ideal de cultivo, área plantada com o milho safrinha pode recuar 10% na região.

LOGO nalogo

Na região de Primavera do Leste/MT, devido às interferências climáticas que não contribuíram para o desenvolvimento das lavouras de soja, na qual o prejuízo na colheita será de 8% a 10% menor, se comparada com a safra anterior.

O Presidente do Sindicato Rural do município, José Nardes, destaca que mesmo com as chuvas que foram registradas na última madruga trouxeram um alivio para as plantas, mas não tem como recuperar boa parte das lavouras. “A soja é cultura que quando é comprometida na formação de grãos, acaba derrubando as vagens e o prejuízo que deu não tem como recuperar,” pondera.

Na propriedade do produtor rural, Marcos Roberto Bravin, não tem como recuperar parte da lavoura, pois as perdas já estão consolidadas. “Mesmo que volte a chover, não tem como encher os grãos novamente. Além disso, tem outras áreas da região que tem perdas entre 40% e 60%, pois já perdeu todas as folhas e não tem mais grão dentro das vagens,” afirma o produtor.

Confira as imagens das lavouras de soja na região: 

lavouras de soja em PDL

lavoura de soja em PDL

lavoura de soja em PDL

Veja os vídeos do produtor Marcos Roberto Bravin:

 

Os produtores rurais já deram inicio a colheita das oleaginosas e até o momento 10% da área já foi colhida, no entanto as precipitações não vão comprometer os trabalhos de campos. Já em relação à sanidade, não tiveram incidências de doenças nas lavouras devido ao clima seco.

Contudo, os produtores rurais estão acionando o seguro agrícola nas áreas que já tem a partir de 20% de perdas.

Comercialização

Entretanto, a rentabilidade também preocupa os agricultores que estão cautelosos com as negociações antecipadas. As referências giram em torno de R$ 60,00 a saca.  “O produtor segurou o estoque para vender em janeiro, para ter um preço melhor, mas as tradings têm informações melhores e afirmam que se não venderem agora, só vão conseguir no segundo semestre,” destaca.

Milho Safrinha

Em decorrência do atraso na semeadura da soja, a janela ideal de plantio do milho safrinha ficará comprometida. Com isso, os produtores também vão reduzir nos investimentos em tecnologias.

“Vamos ter que diminuir os custos das lavouras de safrinha, pois o rendimento será menor em função do cultivo ser fora da janela ideal”, finaliza a liderança. 

Por:
Fernanda Custódio e Andressa Simão
Fonte:
Notícias Agrícolas

1 comentário

  • geraldo emanuel prizon Coromandel - MG

    Novamente fiz o trajeto entre Coromandel-MG e Brasília, assim como há 10 dias atrás. Se antes o cenário preocupava, agora é desolador..., as plantas todas, sem exceção, num ponto de murcha quase que irreversível. As perdas excedem em muito os 10%... só encontrei pelo caminho algumas pancadas de chuva, quase que insignificantes.

    1