Rumores de compras chinesas de 3,8mi/t de soja dos EUA e clima ruim para as lavouras no final de julho fazem Chicago subir forte

Publicado em 19/07/2019 17:38 e atualizado em 19/07/2019 18:38
3949 exibições
Safras & Mercado divulga estimativa de produção para próxima safra, projeta volume recorde para soja e uma expansão pequena de área plantada
Luiz Fernando Gutierrez Roque - Analista da Consultoria Safras & Mercado

Podcast

Fechamento de Mercado da Soja - Entrevista com Luiz Fernando Gutierrez Roque - Analista da Consultoria Safras & Mercado

Download

LOGO nalogo

Com os preços pressionados desde o início da semana, nessa sexta-feira (19) o mercado abriu espaço para recuperação técnica que resultou em altas de 20 pontos nos principais vencimentos. É o que explica Luiz Fernando Gutierrez Roque, analista da Consultoria Safras & Mercado, que disse ainda que esse movimento de alta se deve aos recentes rumores de que a China está voltando a comprar soja dos Estados Unidos. O rumor indica que o volume de compras chinesas seriam de 3,8 milhões de toneladas, número considerado relevante diante das compras anteriores, que eram muito baixas.

Acompanhe o fechamento: Soja sobe forte em Chicago com rumores de compras da China e puxa preços no BR

As mudanças climáticas nos Estados Unidos também tem atraído a atenção, já que após as chuvas nos últimos meses, os atuais mapas climáticos indicam clima mais seco, temperaturas mais altas e menor umidade para o final de julho, momento considerado delicado para a manutenção da produtividade das lavouras, já que plantas estarão em floração e enchimento de grãos . “Mesmo que haja um período mais seco, os solos acabaram acumulando bastante umidade. Então a atenção vai se voltar para os mapas climáticos”, comentou o analista.

Veja também: Saldo de soja exportável do Brasil de setembro a janeiro será de apenas 8 mi de t, diz Severo

Já no mercado interno, os produtores de soja estão receosos em investir no aumento de área de plantio. Indefinições com relação à Lei Khandir, o Funrural e as alterações na tabela de frete devem freiar a expansão das lavouras de grãos. No entanto, a produtividade deve se manter em alta, com expectativa recorde de 123,8 milhões de toneladas de soja, o que faria do país o maior produtor mundial do grão.

Leia mais: Ministério deve se reunir com caminhoneiros na próxima semana sobre tabela de frete

 

Por: Aleksander Horta e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário