Soja em Chicago reage com otimismo por declarações de Trump e relatório com redução dos estoques finais nos EUA

Publicado em 12/09/2019 16:52 e atualizado em 12/09/2019 18:45
2136 exibições
Combinação de dólar acima dos R$4,00 , Chicago em alta e prêmios ainda superiores de 100 pontos para soja da safra velha, justifica negócios
Carlos Cogo - Sócio-Diretor de Consultoria da Cogo Inteligência em Agronegócio

Podcast

Entrevista com Carlos Cogo sobre o Fechamento de Mercado da Soja

Download

LOGO nalogo

A soja fechou esta quinta-feira (12) beirando 30 pontos de alta, principalmente por causa de novos indícios de que Estados Unidos e China estão tentando uma reaproximação comercial, com tréguas tarifárias de ambos os lados. 

Saiba mais: 

>> China isenta alguns produtos dos EUA de tarifas retaliatórias

>> Trump adia em duas semanas aumento de tarifas sobre produtos da China

Para Carlos Cogo, sócio-diretor da Cogo Inteligência em Agronegócio, essa reaproximação foi o principal motivo das altas. Outro fator que movimentou o dia foi o relatório mensal do USDA, com os números de oferta e demanda atualizados. O relatório acabou confirmando o que o mercado esperava: uma redução nas safras de soja e milho nos Estados Unidos, no entanto, os números ficaram acima da média das expectativas do mercado. 

Leia:  USDA reduz produção e produtividade de soja e milho dos EUA

De acordo com o analista, os cortes apresentados pelo USDA, tanto para a produção (de 100,15 milhões de toneladas para 98,87 milhões de toneladas) quanto para os estoques (de 20,5 milhões de toneladas para 17,4 milhões de toneladas), poderiam tornar o dia neutro ou até mesmo baixista. Porém, a reaproximação entre EUA e China deu ânimo ao mercado e caso um possível acordo se confirme, o mercado tende a subir ainda mais. 

Para o mercado brasileiro, essa possível retomada de embarques americanos pode pressionar os preços dos prêmios. No Brasil, os negócios que são fechados e efetivados, como explica Cogo, refletem ainda a combinação de um dólar que segue acima dos R$ 4,00, as altas em Chicago e mais os prêmios para a safra velha, que conseguem se manter acima dos 100 pontos, apesar dos recuos recentes. 

Veja também: Soja sobe quase 30 pontos em Chicago nesta 5ª feira com melhora nas relações China x EUA e USDA

Por: Aleksander Horta e Ericson Cunha
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário