Morre o agrometeorologista e professor da Esalq/USP, Paulo Sentelhas

Publicado em 21/09/2021 16:09 e atualizado em 21/09/2021 17:37 8583 exibições

Logotipo Notícias Agrícolas

Faleceu na tarde desta terça-feira (21) Paulo César Sentelhas, professor da Universidade de São Paulo - Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ/USP), CTO da Agrymet e referência em agrometeorologia no Brasil. A informação foi confirmada pela assessoria da Esalq ao Notícias Agrícolas. 

Paulo Sentelhas estava internado desde o dia 3 de agosto, após contrarir a Covid-19. De acordo com informações de Bárbara Sentelhas, filha e sócia de Paulo, o professor ainda estava na UTI e se tratando das consequências pós-covid. 

A equipe do Notícias Agrícolas lamenta a perda e agradece pela parceria consistente, forte e produtiva desde sempre. Paulo é referência quando se fala em agrometeorologia e nos últimos anos, junto com o Notícias Agrícolas, nos ajudava a decifrar as adversidades climáticas, sempre empenhado em ajudar o produtor a tomar as melhores decisões. 

Confira na íntegra a nota divulgada pela Esalq/USP:

Homenagem ao professor Paulo Cesar Sentelhas

Docente tinha destacada atuação em Agrometeorologia A Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq/USP) comunica que faleceu na tarde desta terça-feira, 21 de setembro de 2021, Paulo Cesar Sentelhas, docente do departamento de Engenharia de Biossistemas da Esalq. 
O velório será restrito aos familiares e o corpo será cremado nesta quarta-feira.

Neste momento de tristeza e dor, manifestamos nossas condolências aos familiares e amigos.
Paulo Cesar Sentelhas era formado em Engenharia Agronômica pela Universidade de Espírito Santo do Pinhal (UNIPINHAL) - Faculdade de Agronomia e Zootecnia Manoel Carlos Gonçalves (1987). Fez mestrado em Agronomia (Agrometeorologia), 1992, e doutorado em Agronomia (Irrigação e Drenagem), 1998, ambos pela Esalq.

Fez pós-doutorado na Universidade de Guelph, no Canadá, de março de 2003 a outubro de 2004, e no consórcio Universidade de Guelph - WeatherInnovationsIncorporated em 2008, onde atuou como pesquisador visitante. Obteve o título de Livre-Docente em Agrometeorologia na Esalq em dezembro de 2004. Atuou como pesquisador no IPMET/UNESP (1988-1994) e no IAC (1994-1996). Desde março de 1996 era professor da Esalq e ocupava atualmente o cargo de Professor Titular da área de Agrometeorologia.

Foi secretário da Sociedade Brasileira de Agrometeorologia de 1995 a 1997 e de 2001 a 2003 e seu presidente no biênio 2005-2007, quando também atuou como presidente da Federação Latinoamericana de Agrometeorologia. 

Tinha atuação destacada na área de Agronomia, com ênfase em Agrometeorologia. Como docente, lecionava na graduação as disciplinas Meteorologia Agrícola e Agrometeorologia Aplicada e, na pós-graduação, a disciplina Agrometeorologia e Doenças de Plantas. 

De 2013 a 2015 foi Editor Científico da revista ScientiaAgricola, Esalq, sendo a partir de Julho de 2015 o Editor-Chefe da mesma. Atuava como Editor Associado da InternationalJournalofBiometeorology (ISBM - Springer) e como membro dos comitês editorias da ItalianJournalofAgrometeorology (SIA, Itália), InternationalJournalofPlantproduction (IJPO - Springer), AppliedSciences (Springer) e AgriScientia (Univ. de Córdoba, Argentina). De 2005 a 2013 atuou como representante do Brasil junto ao Grupo de Especialistas em Agrometeorologia da Organização Mundial de Meteorologia (OMM-ONU). Era membro da SBAgro (Sociedade Brasileira de Agrometeorologia) e da INSAM (International Society of Agricultural Meteorology).

De 2012 a 2016 foi membro do Comitê Julgador do MummAward da OMM e de 2014 a 2016 do juri do Environmental RespectAward da DuPont-Brasil. Em 2019 recebeu o Prêmio Sergio Westphalen da SBAgro como reconhecimento por suas contribuições para a área de Agrometeorologia do Brasil.
Em 2019, Paulo Cesar Sentelhas foi o entrevistado do programa Trajetórias, da TV USP Piracicaba. 

Confira algumas entrevistas com Paulo Sentelhas no Notícias Agrícolas:
 

Leia mais:

+ Julho começa com mais geada no Sul, enquanto Brasil Central em alerta pra baixo volume de água e risco de incêndios

+ Seca persiste e 2021 é o ano mais crítico dos últimos 41 anos no Centro-Sul do Brasil, avalia Paulo Sentelhas

+ Com previsão de chuva apenas para o fim de maio, condição da safrinha ainda é muito preocupante, avalia Paulo Sentelhas

+ Segunda safra de milho já sofre com o déficit hídrico em regiões do PR, SC, MS, GO e SP e situação pode se agravar

+ Faixa Oeste do País apresenta condição crítica de água no sub-solo, alerta Sentelhas

+ País deve ter breve período de estiagem, com retorno abrangente das chuvas no dia 12

+ Previsões mais recentes indicam La Niña para 2020 e sul pode ter novo período de seca para a soja

+ Uso de tecnologia reduz impacto do clima nas lavouras. Previsões mais assertivas, genética, solo e nutrição mitigam risco

Tags:
Por:
Virgínia Alves
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário