"Obama tem o direito de festejar a única boa notícia que recebeu nas últimas semanas"...

Publicado em 18/09/2013 07:17 e atualizado em 18/09/2013 09:57
883 exibições
por Augusto Nunes, de veja.com.br

Obama tem o direito de festejar a única boa notícia que recebeu nas últimas semanas

O inferno astral de Barack Obama anda tão assustador que o presidente americano deveria convocar uma força-tarefa de estadistas multinacionais para ajudá-lo a escapar da insônia eterna. As olheiras cada vez mais profundas informam que suas madrugadas são assombradas simultaneamente pela guerra civil na Síria, pelas armas químicas de Bashar al-Assad, pelas safadezas oportunistas de Vladimir Putin, pelas maquinações da China, pelas rachaduras na aliança com a Inglaterra e a França, pela relutância dos demais países europeus, pelo ataque à base naval em Washington, pelas incessantes ameaças terroristas, pela hostilidade do Congresso dos EUA, pelas oscilações do dólar, pelo desempenho claudicante da economia ─ fora o resto.

Atormentado por tamanho cortejo de complicações a resolver e nós a desatar, o hamletiano inquilino da Casa Branca tem todo o direito de festejar, com um porre de carnavalesco campeão na Sapucaí, a única boa notícia que recebeu nas últimas semanas: Dilma Rousseff adiou a visita a Washington. Pelo menos por dois ou três dias Obama vai dormir direito. E certamente sonhar com o cancelamento definitivo do encontro com a brasileira que fala um dialeto incompreensível até para quem fala português.

(por Augusto Nunes)

Tags:
Fonte: Blog de Augusto Nunes (veja.com)

2 comentários

  • Edison tarcisio holz Terra Roxa - PR

    se eles abrirem os podres desse governo comunista o povo vai gritar fora dilma

    0
  • Roberto Viel Lacerdópolis - SC

    Eu gostaria muito que o Presidente dos Estados Unidos da América, o Dr. Barack Obama continuasse espionando o Governo de meu País, só assim saberiamos de mais podridão do que ja tem ai. Quando temos oportunidade de punir esses ladroes o supremo pouco faz. E por nós produtores ninguém olha, estamos com um custo alto para esta próxima safra e tudo bem.

    0