Imprensa internacional destaca importância do café para a economia brasileira, Daily Mail

Publicado em 29/05/2014 17:07 e atualizado em 03/03/2020 20:37 4805 exibições
O jornal inglês informa que o café responde por 3% de todas as exportações do Brasil

O jornal inglês Daily Mail publicou esta semana uma matéria em que ressalta a grande importância do café para a economia e identidade brasileira. Às vésperas do início da Copa do Mundo, o Daily Mail afirma que o evento será uma “janela” para o país que tem o café no centro de sua economia. 

O Brasil se mantém, há muitos anos, como o maior produtor e exportador mundial de café, bem à frente do Vietnã, que é o segundo maior exportador. O café brasileiro responde por um terço das 150 milhões de sacas exportadas anualmente no mundo.

Apesar de ter aumentado suas exportações de outros serviços e commodities – como minério de ferro, soja e milho – o café ainda responde por 3% de todas as exportações brasileiras. Atualmente existem 274 mil fazendas de café no país.

Café de qualidade e mercado exigente
Atualmente, o Brasil procura atender um crescente público que busca cafés de alta qualidade. A cada dia, mais cafeterias requintadas são inauguradas em cidades do Reino Unido e de outros países desenvolvidos. 

O cafeicultor Álvaro Antonio, cuja família produz no município de Carmo de Minas-MG desde 1870, adaptou sua produção para fornecer o café chamado “Premium”.  Hoje, seu café vale mais que o dobro do que recebia pelo café de qualidade inferior. 

Álvaro recebeu prêmios por seu café de qualidade e, há três anos, fornece 30% de sua produção para a Nespresso. 

Para garantir a aceitação de seu produto, Álvaro precisou se adequar ao que a Nespresso chama de “Programa de Qualidade Sustentável AAA”, que observa a proteção do ecossistema e o tratamento dado aos trabalhadores do campo. 

“Sustentabilidade não é caridade, é uma maneira de proteger nosso fornecimento. Os produtores vivem nas fazendas, eles entendem a importância disso. Precisamos proteger a terra e garantir o abastecimento de café para as gerações futuras”, afirma Karsten Ranitzsch, chefe da Nespresso. 

De acordo com informações da BSCA (Associação Brasileira de Cafés Especiais), uma saca de 60 kg de café especial é comercializada atualmente entre R$ 700,00 e R$ 1.000,00. Os valores representam um prêmio de 55,5% e 122,2% em relação ao café tradicional, que é vendido a até R$ 450,00. Diante do receio de uma escassez de café de qualidade no mercado, a demanda pelo produto vem crescendo e estimulando altas nos preços.    

Leia algumas curiosidades sobre o mercado do café, publicadas pelo site Business Insider: 

1- Depois do petróleo, o café é a commodity mais vendida no mundo. A indústria do café é uma das mais importantes no mercado internacional, avaliada em US$ 100 bilhões. Apenas suas exportações estão avaliadas em US$ 20 bilhões (dados de 2011). Ela está a frente de commodities como gás natural, ouro, açúcar e milho.

2- Mais de 500 bilhões de xícaras de café são tomadas todos os dias no mundo todo. Deste volume, em torno de 14 bilhões 14 bilhões são expressos.

3- O setor do café fornece emprego para mais de 25 milhões de pessoas em todo o mundo. Café é produzido em mais de 50 países na Ásia, América do Sul, América Central e Caribe. Cerca de 67% do café do mundo é produzido nas Américas.

4- Apesar dos diferentes aromas e variedades, existem apenas dois tipos de café: arábica e robusta (conilon). O arábica é o mais comum considerado mais saboroso, corresponde a 70% da produção mundial. O robusta é mais barato e usado na produção de café instantâneo.

5- Mais da metade dos americanos com idade acima dos 18 anos tomam café diariamente, além disso, os americanos tomam, em média, 3 xícaras e meia de café todos os dias. 

6- As cafeterias crescem a uma taxa de 7% ao ano no mundo todo, ficando a frente de lanchonetes, restaurantes e outros estabelecimentos no setor de alimentação. A Starbucks é a terceira maior rede de alimentação dos EUA.

7- 90% do café é produzido em países em desenvolvimento, sendo que os três maiores produtores são: Brasil, Vietnã e Colômbia.

8- A Finlândia é o país que mais consome café per capita no mundo. Finlandeses tomam mais de quatro xícaras de café por dia, em média.   

9- O café foi descoberto na Etiópia. O nome ‘café’ vem de ‘Kaffa’, a região da Etiópia onde a planta foi encontrada.

10- O consumo de café era proibido em países como Egito e Turquia, no século 16. A bebida era associada a protestos e rituais satânicos. Pessoas que não abandonassem o consumo eram costuradas em bolsas de couro e jogadas ao mar. 

Informações: Daily Mail

 

O previsível déficit mundial de café

  • por Marco Antonio Jacob,

Diante das altas volatilidades dos últimos 60 dias, aproximadamente 40 centavos de dolar por libra, que correspondem a US$ 53,00 por saca, é necessário relembrarmos o que ocorria nos cenários do mercado de café antes da anomalia climática ocorrida no primeiro trimestre de 2014... Clique aqui para ler o artigo na íntegra. 
 

Tags:
Por:
Fernanda Bellei
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário