Chuvas devem se regularizar no RS, aponta nota técnica do CemetRS

Publicado em 07/06/2012 16:04 444 exibições
Período de novembro a maio foi marcado por baixos volumes de chuva em quase todo o Estado 
O Centro Estadual de Meteorologia (CemetRS) divulgou nesta quarta-feira (6) nota técnica sobre as condições meteorológicas de novembro de 2011 a maio de 2012, suas influências na agropecuária gaúcha e as perspectivas para os próximos meses. Conforme o boletim, as culturas do milho e da soja foram as mais prejudicadas pela estiagem, com perdas de 47,3% e 50% em relação à safra anterior.

Em relação ao clima, neste inverno a tendência é de normalidade: a passagem mais frequente de frentes frias deve provocar chuvas regulares e com grande distribuição espacial. Assim, as precipitações deverão ficar dentro da normal climatológica na maioria das regiões.

A nota apresenta as condições meteorológicas do mês de maio, quando foram registradas chuvas abaixo da média em quase todo o Estado, e o prognóstico para junho. Neste mês, os índices de precipitações deverão ficar em torno de 60 mm a 100 mm, e o predomínio do ar mais seco e frio manterá as temperaturas baixas e com formação de geadas.

Além da agricultura, também a pecuária sofreu perdas com a pouca precipitação pluvial: a estiagem prolongada influenciou no baixo crescimento das pastagens, com reflexos negativos na produção de leite. O boletim aponta que em todas as regiões do Estado os volumes de chuva acumulados entre novembro e maio foram menores que a média normal do período.

A estação de Cruz Alta registrou o menor valor (311 mm), 36% da média, que é de 865 mm. Já em Santa Rosa foram observados 317 mm, apenas 31% do esperado. Na maioria das regiões, os índices de chuva observados no período oscilaram entre 45% e 70% da média normal. Em Porto Alegre foi registrado o maior volume, atingindo 96% do esperado para o período.

Tags:
Fonte:
Fepagro

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

0 comentário