Tempo: Matopiba e Centro-Oeste terão muitas chuvas nesta 5ª; grande perigo no Sudeste com precipitações intensas

Publicado em 08/03/2018 11:38 e atualizado em 08/03/2018 13:12
2282 exibições

Loguinho mulher matérias

Instabilidades seguem pelo Centro-Norte do país e a previsão nesta quinta-feira (8), segundo o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), é de altos acumulados em áreas do Matopiba, além de grande perigo com chuvas intensas sobre alguns estados do Sudeste. Essa condição ocorre em plena colheita de grãos no país.

Até a tarde desta quinta, chuvas entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia são esperadas na maior parte da Bahia e Sul do Piauí, estados que compõem a região produtora do Matopiba. No entanto, o risco de alagamentos e pequenos deslizamentos é baixo. No Centro-Oeste, chuvas intensas são esperadas. (Veja o mapa das áreas abaixo)

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (09/03 a 15/03) para todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 174 horas (09/03 a 15/03) para todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Segundo a Climatempo, apesar de a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) enfraquecer sobre o Nordeste do país, a circulação dos ventos e uma frente fria nesta quinta-feira devem aumentar as instabilidades sobre a Bahia, inclusive com risco de temporais em diversas áreas do estado e também em seus vizinhos.

"No Maranhão, Piauí, Ceará, sertão da Bahia e de Pernambuco, os períodos com sol são maiores, mas também há condições para fortes pancadas de chuva", noticiou a empresa meteorológica ontem (7). A Bahia ainda segue com bastante chuva nos próximos dias.

Veja o mapa das áreas com previsão de altos acumulados nesta 5ª:

Mapa das áreas com previsão de altos acumulados nesta 5ª / BA e PI - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Sudoeste Piauiense, Chapada Diamantina, Nordeste Baiano, Norte Baiano, Sul Baiano, Oeste Baiano, Recôncavo Baiano, São Francisco Baiano, Sudoeste Baiano

No Centro-Oeste, as chuvas serão intensas, entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, e acompanhadas de ventos intensos (40-60 Km/h). O aviso do Inmet para a região engloba quase todo o Mato Grosso, Goiás e no Norte, o estado de Tocantins. O risco de alagamentos e pequenos deslizamentos é baixo.

Veja o mapa das áreas com previsão de chuvas intensas nesta 5ª:

Mapa das áreas com previsão de chuvas intensas nesta 5ª / MT, GO e TO - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Distrito Federal, Alto Madeira, Centrossul Mato-Grossense, Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Sudeste Mato-Grossense, Sudoeste Mato-Grossense, Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano, Jalapão, Norte Tocantinense, Sudeste Tocantinense, Sul Tocantinense, Oeste Tocantinense, Centro Tocantinense, Sudeste Rondonense

Enquanto isso, no Sudeste, a previsão nesta quinta é de chuvas ainda mais fortes sobre áreas de Minas Gerais, São Paulo e grande perigo no Rio de Janeiro, com chuva superior a 60 mm/h ou maior que 100 mm/dia e ventos superiores a 100 km/h.

Essa previsão de chuvas sobre a maior parte das regiões produtoras do Brasil aumenta a preocupação dos produtores que estão em plena colheita da safra de verão. Precipitações neste momento atrapalham o avanço dos trabalhos e favorecem o aumento da umidade dos grãos colhidos.

De acordo com Morgana Almeida, chefe do Centro de Análise e Previsão do Tempo do Inmet, as chuvas na faixa Centro-Norte do país devem durar pelo menos até o início da próxima semana. Desde ontem, regiões como o Centro-Norte de Minas Gerais e todo o Matopiba receberam bons volumes. Ao mesmo tempo, o tempo seco persiste no extremo sul do Rio Grande do Sul.

Veja mais:
» Invernada no Centro-Norte do país com volumes significativos de chuvas até o início da próxima semana

Veja o mapa das áreas com alertas em todo o Brasil nesta 5ª:

Mapa das áreas com alertas em todo o Brasil nesta 5ª - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Diferente de outras regiões, o Sul do Brasil tem colheita tardia e caminha para o período final de desenvolvimento das lavouras. Porém, as condições na maior parte das regiões seguem com baixos volumes.

"No Rio Grande do Sul, chuvas são necessárias com a maioria da safra encaminhando para períodos de reprodução final. A parte sul do estado vivencia um cenário de seca acentuada, semelhante a algumas regiões da Argentina", disse em relatório a AgResource Mercosul.

Leia mais:
» AgResource Mercosul: Chuvas previstas para os próximos dias na Argentina são insuficientes

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário