Tempo: Áreas do Centro-Norte do BR seguem com chuvas intensas nesta 4ª, mas seguem temores com soja

Publicado em 23/10/2019 09:47 e atualizado em 23/10/2019 14:29
2860 exibições
Apesar do retorno das precipitações, Commodity Weather Group destaca problemas pontuais no plantio da safra de soja e preocupações com janela para a semeadura do milho safrinha

Imagem de satélite nesta quarta-feira (23) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Imagem de satélite nesta quarta-feira (23) em todo o Brasil - Fonte: Inmet

LOGO nalogo

Instabilidades seguem em atuação nesta quarta-feira (23) sobre o Centro-Norte do Brasil, incluindo o cinturão produtivo de grãos do Centro-Oeste e partes do Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia). O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta.

A meteorologia explica que as instabilidades, até com previsão de chuvas fortes em áreas do Centro-Norte, acontecem nesta quarta-feira por conta de um canal de umidade que desce da região Norte e vai até a região Sudeste, puxado por um sistema de baixa pressão na altura do oceano.

O Commodity Weather Group destaca que nos últimos dias chuvas retornaram para áreas produtoras do Brasil. Porém, ainda há problemas pontuais no plantio da safra de soja e preocupações dos produtores em relação a uma já ajustada janela para a semeadura do milho safrinha em importantes regiões.

Leia mais:
» Commodity Weather Group traz previsões para verão da América do Sul ainda sem sobressaltos

Veja o mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/10 a 26/10) em todo o Brasil:

Mapa com a previsão de precipitação acumulada para até 93 horas (24/10 a 26/10) em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Diante das instabilidades, o Instituto Nacional de Meteorologia emitiu alerta de chuvas intensas nesta quarta para áreas do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rondônia e Tocantins. Em pontos da Bahia, o alerta é de acumulado de chuva durante o dia.

"Chuva entre 20 e 30 mm/h ou até 50 mm/dia, ventos intensos (40-60 Km/h). Baixo risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas", destaca o Inmet sobre os alertas de chuvas intensas nesta quarta-feira.

Veja o mapa com alerta de chuvas intensas nesta 4ª feira:

Mapa com alerta de chuvas intensas nesta 4ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Distrito Federal, Sudoeste Rondonense, Alto Madeira, Centrossul Mato-Grossense, Nordeste Mato-Grossense, Norte Mato-Grossense, Sudeste Mato-Grossense, Sudoeste Mato-Grossense, Centro Goiano, Leste Goiano, Sul Goiano, Norte Goiano, Noroeste Goiano, Jalapão, Norte Tocantinense, Sudeste Tocantinense, Sul Tocantinense, Oeste Tocantinense, Centro Tocantinense, Sudeste Rondonense

Já para áreas da Bahia, o alerta fica para o Sul baiano, com chuvas durante o dia que ficam entre 20 a 30 mm/h ou até 50 mm/dia. O aviso é de perigo potencial, mas é baixo o risco de alagamentos e pequenos deslizamentos, em cidades com tais áreas de risco, segundo o instituto meteorológico brasileiro.

Veja o mapa com alerta de acumulado de chuva nesta 4ª feira:

Mapa com alerta de acumulado de chuva nesta 4ª feira - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Aviso para as áreas: Sul Baiano

A Climatempo destaca que já choveu forte nas últimas horas em pontos da região Sudeste do Brasil, incluindo volumes expressivos sobre a Bahia, Minas Gerais e Espírito Santo. Como as instabilidades continuam sobre a região, mais chuvas são esperadas nesta quarta.

"Nuvens carregadas continuam sobre o norte e leste de Minas Gerais e sobre o Espírito Santo nesta quarta-feira, 23, e provocam mais chuva", destaca a empresa meteorológica.

A tendência para os próximos dias, segundo a Climatempo, é que até sexta-feira (25) todas as regiões de Minas Gerais e do Espírito Santo podem ter pancadas de chuva. "As condições para chuva diminuem no fim de semana no norte e leste de Minas Gerais e no Espírito Santo. O sol e o calorão voltam a predominar", prevê.

Veja o mapa com precipitação acumulada nos próximos 7 dias em todo o Brasil:

Mapa com precipitação acumulada nos próximos 7 dias em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

Ainda de acordo com a empresa meteorológica, também chove forte em áreas do Tocantins, que abrangem o cinturão produtor do Matopiba. "Grandes áreas de instabilidade se formaram sobre Tocantins e a chuva voltou a cair forte desde o último domingo", destaca a Climatempo.

O mapa de precipitação acumulada do Inmet das últimas 24 horas mostra que chuvas volumosas foram registradas sobre áreas centrais do país, incluindo altos acumulados em pontos de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Tocantins, Roraima e pontos isolados do Sudeste e Nordeste.

Veja o mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas em todo o Brasil:

Mapa de precipitação acumulada das últimas 24 horas em todo o Brasil - Fonte: Inmet
Fonte: Inmet

De acordo com dados do Inmet, os maiores acumulados nas últimas 24 horas em todo o Brasil foram registrados, segundo dados do Inmet, nas cidades de Rondonópolis (MT): 122,6 mm, Santa Rosa do Tocantins (TO): 92 mm, Rondon do Pará (PA): 76,6 mm, Grajaú (MA): 71,4 mm e Santa Fé do Araguaia (TO): 70,8 mm.

Previsão estendida de chuvas para o Brasil

No período de 23 até 31 de outubro, o mapa de previsão estendida do centro de previsão da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA, na sigla em inglês), mostra chuvas ocorrendo sobre a maior parte do país no período, mas os maiores volumes ficam sobre o Sul, partes do Sudeste, Centro-Oeste e Norte.

No período de 31 de outubro até 08 de novembro, as precipitações seguem sobre a maior parte do país, mas a mancha de seca sobre pontos do Nordeste fica mais abrangente. As chuvas sobre áreas do Sul do país ficam mais volumosas e abrangentes, assim como na região Sudeste e Norte.

Veja o mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de outubro até 08 de novembro:

Mapa com a tendência de precipitação acumulada para o período de 23 de outubro até 08 de novembro - Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA
Fonte: National Centers for Environmental Prediction/NOAA

Produtor Família Guedin em Caarapó (MS)
Produtor Família Guedin em Caarapó (MS)

Semeadura de soja em Rio Verde (GO). Envio Alex Zamonaro
Semeadura de soja em Rio Verde (GO). Envio Alex Zamonaro

Semeadura de soja em Rio Verde (GO). Envio Alex Zamonaro
Semeadura de soja em Rio Verde (GO). Envio Alex Zamonaro

Plantio na região de Jataí (GO). Envio do Engenheiro Agrônomo Hildo Antônio.
Plantio na região de Jataí (GO). Envio do Engenheiro Agrônomo Hildo Antônio.

Preparando maquinário para inicio do plantio da soja em Campinas do Sul (RS). Envio do consultor Lucas Ramos
Preparando maquinário para inicio do plantio da soja em Campinas do Sul (RS). Envio do consultor Lucas Ramos

Clique e envie sua foto ou vídeo e apareça aqui no Notícias Agrícolas! Fale com a gente através do WhatsApp (19) 99767-0241, direct no Instagram @noticiasagricolas e @jornalistadotempo ou use as hashtags #jornalistadotempo ou #imangensdodia

» Clique e veja mais informações na página de Clima e acompanhe cinco satélites em tempo real

Por: Jhonatas Simião | Instagram @jornalistadotempo
Fonte: Notícias Agrícolas

0 comentário