Ainda em busca de direção, mercado da soja opera com leve recuo na CBOT nesta 3ª

Publicado em 30/07/2019 08:08 778 exibições

LOGO nalogo

Os preços da soja, nesta terça-feira (30), trabalham com leves baixas na Bolsa de Chicago, e devolvem as pequenas altas registradas no fechamento do pregão anterior. Perto de 7h55 (horário de Brasília), as cotações recuavam entre 1,75 e 2,25 pontos, com o agosto valendo US$ 8,84 e o novembro, US$ 9,02 por bushel. 

O mercado internacional ainda se mostra sem direção, buscando mais informações sobre os principais fatores que impactam a formação dos preços neste momento, em especial a nova safra norte-americana. Ontem, no final do dia, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) manteve em 54% o índice de lavouras de soja em boas ou excelentes condições no país, enquanto os traders apostavam em uma leve redução para 53%. 

Ainda assim, os números seguem muito abaixo do ano passado e da média plurianual. E os índices que mostram o desenvolvimento das plantas também chamam a atenção pelo atraso.

São 57% das plantações de soja em florescimento, contra 40% da semana anterior, 85% de 2018 e 79% de média dos últimos cinco anos. 

São também 21% das lavouras em formação de vagens, enquanto eram 7% na semana anterior. No ano passado, nesse mesmo período, o total era de 58% e a média para as últimas cinco safras, de 45%. 

Leia mais:

>> USDA mantém índice de soja em boas/excelentes condições e eleva em 1% no milho

Assim, o cenário de clima no Corn Belt é outra peça-chave do mercado neste momento e os olhos dos traders seguem muito atentos aos mapas que são atualizados durante o dia. 

Mais do que isso, o mercado se mostra atento ainda ao encontro que acontece esta semana em Xangai entre líderes da China e dos EUA para dar sequência às negociações da guerra comercial. Entretanto, as expectativas do mercado em torno dessa reunião são baixas e não se espera grande avanço, tampouco um acordo efetivo entre os dois países. 

Larry Kudlow, um dos principais representantes do governo norte-americano, em uma entrevista concedida nesta segunda-feira afirmou que Donald Trump poderia até mesmo colocar mais tarifas sobre produtos chineses dependendo dos resultados do encontro na nação asiática. 

Veja como fechou o mercado nesta segunda-feira:

>> Soja: Leves altas em Chicago e máxima em 3 semanas do dólar puxam preços no BR

Tags:
Por:
Carla Mendes | Instagram @jornalistadasoja
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário