Com clima seco nos EUA, soja fecha o dia com alta de dois dígitos

Publicado em 23/08/2011 16:18 1190 exibições
A soja encerrou mais uma sessão com altas de dois dígitos na Bolsa de Chicago. O trigo e o milho também fecharam o dia com bons ganhos. Nesta terça-feira, os grãos ainda refletiram os dados altistas do relatório de acompanhamento de safra divulgado pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no fim da tarde de segunda-feira.

No boletim, o departamento reportou um severo recuo no índice de lavouras de soja e milho em boas ou excelentes condições. As plantações norte-americanas, desde julho, vêm sofrendo com uma intensa onda de calor e com temperaturas altas que atingem medidas recordes. O mês de julho deste ano foi o mais quente desde 1955.

Por conta dessas condições de clima adverso para a safra, o que se espera é uma quebra ainda maior do que a já divulgada na produtividade do país. Com isso, ajusta-se ainda mais a relação estoque x consumo e o cenário continua oferecendo sustentação aos mercados.

Nesta terça-feira, a Oil World divulgou um relatório informando que a produção mundial de soja deverá ser menor do que a estimativa por conta do clima quente e seco nos Estados Unidos.

A produção mundial, segundo a consultoria alemã, irá ser de 261.42 milhões de toneladas na safra 2011/12, volume 1,8% menor do que o estimado em julho. Os produtores norte-americanos, de acordo com a Oil World, deverão colher 84,4 milhões de toneladas, 4,7% menos do que a estimativa do mês passado.

Tags:
Por:
Carla Mendes
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário