Queda no preço do etanol no centro-sul do país só não foi maior por causa das chuvas na região

Publicado em 30/07/2013 14:38
457 exibições
Acumulado de chuva ficou 80% acima da média nas áreas de cana-de-açúcar do Paraná em julho

30/07/2013 12:38:00Por: Rafaela Vendramini
Em julho acontece o pico da moagem de cana-de-açúcar no centro-sul do país e com mais oferta do produto no mercado, a tendência é de queda nos preços. O etanol caiu 6,8% na segunda quinzena do mês, mas a quada não foi tão acentuada por causa das chuvas que aconteceram nos últimos dias e que forçaram uma paralisação na colheita da cana. Algumas usinas chegaram a ficar até três dias paradas por conta do mau tempo. Ainda assim, a produção até agora de etanol chega a 9,4 bilhões de litros, 46,2% maior que no mesmo período de 2012. 

As áreas que mais receberam chuvas na segunda metade de julho foram Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul, que junto representam a maior produção de cana-de-açúcar do Brasil. Tanto na região de Ribeirão Preto-SP, quanto na de Maracaju-MS, os volumes de chuva chegaram aos 30mm, ou seja, dentro da média. Já em Maringá-PR choveu quase 90mm nos últimos 30 dias, 80% acima do normal para esta época do ano. Lembrando que é comum não chover durante esse mês nesses Estados. 

Leia a notícia na íntegra no site do Jornal do Tempo.

Fonte: Jornal do Tempo

0 comentário