Açúcar segue petróleo e opera com leves ganhos nesta tarde de 5ª em NY e Londres

Publicado em 23/09/2021 12:03 35 exibições
Óleo saltava mais de 1% nas bolsas internacionais; operadores ainda atentos para os temores com a demanda

Logotipo Notícias Agrícolas

As cotações futuras do açúcar operavam com alta moderada nesta tarde de quinta-feira (23) nas bolsas de Nova York e Londres. O mercado tinha suporte do petróleo, mas ainda pesavam os temores com a demanda.

Por volta das 12h (horário de Brasília), o açúcar bruto subia 0,65%, negociado a US$ 20,20 c/lb na Bolsa de Nova York. Enquanto que em Londres, o tipo branco registrava uma alta de 0,61%, a US$ 511,30 a tonelada.

"Os revendedores disseram que o mercado continua a ser fortemente influenciado pelas tendências nos mercados financeiros mais amplos, na ausência de qualquer grande desenvolvimento relacionado ao açúcar", disse a Reuters.

Nesta tarde, os futuros do petróleo subiam cerca de 1% ainda com repercussão da queda dos estoques norte-americanos.

“Os preços do petróleo continuam a prosperar com o impulso das restrições de oferta no Golfo do México, que se refletiu no grande relatório de extração de estoque de petróleo da semana passada”, disse à Reuters Louise Dickson, analista da Rystad Energy.

O óleo mais alto tende a elevar a competitividade do etanol sobre a gasolina, fazendo com que as usinas reduzam a oferta do adoçante. Por outro lado, o dólar avançava sobre o real nesta tarde com suporte aos preços externos.

O mercado também segue atento para a demanda. "Um forte aumento no custo de frete marítimo está contribuindo para encarecer o custo de importações de açúcar, até o ponto de frear temporariamente a demanda", disse o Rabobank em relatório.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário