Mercado do boi segue com tendência de preços firmes e com possíveis altas no curto prazo com frigoríficos recompondo estoques

Publicado em 24/06/2019 13:14 e atualizado em 24/06/2019 16:39
820 exibições
Escalas médias nos frigoríficos paulistas são de 3 a 4 dias , mas com necessidade de ampliar estoques e se prepararem para demanda de início de mês e volta do mercado chinês
Hyberville Neto - Analista da Scot Consultoria

Podcast

Mercado do Boi Gordo - Hyberville Neto - Analista da Scot Consultoria

Download

LOGO nalogo

A tendência é que as referências no mercado do boi fiquem firmes com expectativa de possíveis altas no curto prazo. No estado de São Paulo, as escalas de abate dos frigoríficos estão ao redor de 3 a 4 dias úteis e com a necessidade de ampliar os estoques com o aumento da demanda no início do próximo mês e com a retomada das exportações para a China.

Segundo o Analista da Scot Consultoria, Hyberville Neto, o início de semana está sendo marcado por frigoríficos examinando o cenário de ofertas no mercado do boi. “Por enquanto, não tem indústrias com escalas alongadas o que impede as indústrias de ficarem analisando por muito tempo”, afirma.

No entanto, o mercado do boi está sendo marcado por poucos negócios em que foram observados valorizações em três regiões. “Os frigoríficos estão analisando juntos aos varejistas como foram às vendas do feriado prolongado, mas a questão é que esses dias acabaram atrapalhando a compra de gado e a produção de carne”, aponta.

Com relação às referências, o analista salienta que foram observadas valorizações nas cotações em três regiões. “Em Belo Horizonte a arroba foi para R$ 146,00 e Oeste de Santa Catarina está com preço ao redor de R$ 146,50/@. Já no estado de São Paulo, os preços giram próximos de R$ 153,50/@ e lembrando que os valores levantados são livres de funrural e a vista”, ressalta.

Por: Aleksander Horta e Andressa Simão
Fonte: Notícias Agrícolas

Nenhum comentário