Milho: Com foco na demanda, mercado registra mais um dia de alta na CBOT

Publicado em 22/10/2014 12:59 135 exibições

Na sessão desta quarta-feira (22), os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) operam em campo positivo. O mercado dá continuidade aos ganhos registradas no pregão e anterior e, por volta das 13h20 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam leves altas entre 1,50 e 2,00 pontos. O vencimento dezembro/14 era cotado a US$ 3,57 por bushel.

Segundo informações reportadas pelo site internacional Farm Futures, o mercado ainda é sustentado pelas notícias da demanda. Os bons números reportados pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) nos relatórios de vendas e exportações semanais contribuem para dar tom positivo ao mercado.

Apesar dos ganhos, o analista de mercado da Cerealpar, Steve Cachia, destaca que o movimento não significa uma tendência ao mercado. Isso porque, os produtores norte-americanos ainda deverão colher uma produção recorde nesta temporada, estimada em torno de 367,69 milhões de toneladas do cereal.

Entretanto, com a grande safra norte-americana, os produtores já se preparam para armazenar o produto. Conforme dados da agência Reuters, divulgados nesta quarta-feira, muitos agricultores estão deixando o milho em pé nos campos, para tentar reduzir os custos com estocagem.

Outra variável que também ajuda a dar sustentação aos preços é o ritmo lento da colheita norte-americana. Mesmo com a melhora nas condições climáticas, os agricultores conseguiram avançar pouco com os trabalhos nos campos. Com isso, no início da semana, o USDA indicou que, a colheita estava completa em apenas 31% da área cultivada.

O índice está abaixo do registrado no mesmo período do ano passado, de 38% e da média dos últimos cinco anos, de 53%. Já os participantes do mercado apostavam em número próximo de 36% da área colhida.

Entretanto, ainda de acordo com dados da Farm Futures, outro sistema climático começa a se desenvolver nas planícies nos EUA e deve trazer chuvas fracas para a maior parte do Cinturão de milho, já no próximo final de semana. As precipitações também deverão aparecer no leste de Nebraska e Wisconsin.

Ainda assim, o consultor de mercado da Brandalizze Consulting, Vlamir Brandalizze, destaca que as vendas do produto nos EUA estão atrasadas. Diante dos preços em patamares mais baixos, os produtores seguram o grão à espera de melhores oportunidades de comercialização, ao redor de US$ 4,00 por bushel.

Mercado interno

No Brasil, os preços praticados registraram valorização nas principais praças pesquisadas pelo Notícias Agrícolas nesta terça-feira. No Porto de Paranaguá, a saca terminou o dia cotada a R$ 25,00, com ganhos de 2,04%. Nos últimos dias, o mercado tem encontrado suporte nas valorizações do câmbio e também nos movimentos de alta registrados em Chicago.

Para o restante da semana, os produtores deverão estar focados no próximo leilão de Pepro (Prêmio Equalizador Pago ao Produtor), que acontece nesta quinta-feira. A quinta operação da Conab (Companhia Nacional de Abastecimento) irá ofertar 910 mil toneladas de milho da safra 2013/14 e 2014. 

Clique aqui e confira mais informações sobre o 5º leilão de Pepro

Tags:
Por:
Fernanda Custódio
Fonte:
Notícias Agrícolas

0 comentário