Açúcar cai nesta 5ª em NY e Londres com realização de lucros e petróleo

Publicado em 16/09/2021 14:47 274 exibições
Ajustes após alta expressiva na véspera, mas mercado se mantém acima dos US$ 19 c/lb

Logotipo Notícias Agrícolas

Os contratos futuros do açúcar encerraram a sessão desta quinta-feira (16) com perdas nas bolsas de Nova York e Londres. O dia foi de peso com realização de lucros ante a disparada da véspera, além de atenção para movimentações do financeiro, como petróleo e câmbio.

O principal vencimento do açúcar bruto na Bolsa de Nova York registrou desvalorização de 0,64%, cotado a US$ 20,13 c/lb, com máxima de 20,35 c/lb e mínima de 19,96 c/lb. Em Londres, o tipo branco registrou baixa de 0,31%, negociado a US$ 512,90 a tonelada.

Depois de alta de mais de 3% para o açúcar nas bolsas internacionais, o mercado do adoçante sentiu pressão de um movimento de realização de lucros desde o início dos trabalhos nesta quinta. Além disso, houve atenção importante aos movimentos do financeiro.

O petróleo, por exemplo, tinha perdas leves a moderadas nas bolsas internacionais depois de avanço forte na sessão anterior. Além disso, o dólar comercial operava em alta sobre o real, o que tende a encorajar as exportações.

"Com os preços agora voltando às altas do verão, estamos vendo alguma realização de lucros, mas a alta continua a parecer bem sustentada", disse Craig Erlam, analista de mercado sênior da OANDA.

cana de açúcar destacão
Apesar de ajustes técnicos, mercado segue atento para informações sobre as safras do Brasil e demanda global

Um petróleo menos valorizado tende reduzir a competitividade do etanol sobre a gasolina, fazendo com que as usinas elevem a oferta de açúcar ao invés do biocombustível.

Por outro lado, o mercado do adoçante ainda segue atento para as informações do Brasil, com impactos negativos na safra 2021/22, mas também atenção para a temporada 2022/23. A safra da Louisiana, nos EUA, também foi impactada.

Na demanda, a novidade do dia veio com uma alta no line-up de açúcar do Brasil, programação de embarques pelos portos, que registrava 1,53 milhão de toneladas na semana até 15 de setembro, ante 1,02 milhão de t na semana anterior.

MERCADO INTERNO

Os preços do açúcar seguem em alta no mercado brasileiro, apesar de repiques de correção em alguns dias. Como referência, na véspera, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, caiu 0,89%, a R$ 141,34 a saca de 50 kg.

No Norte e Nordeste do Brasil, o açúcar ficou estável, negociado a R$ 112,50 a saca, segundo dados levantados pela consultoria Datagro. O açúcar VHP, em Santos (SP), tinha no último dia de apuração o preço FOB cotado a US$ 19,71 c/lb e alta de 3,05%.

» Clique e veja as cotações completas de sucroenergético

Por:
Jhonatas Simião
Fonte:
Notícias Agrícolas

RECEBA NOSSAS NOTÍCIAS DE DESTAQUE NO SEU E-MAIL CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER

Ao continuar com o cadastro, você concorda com nosso Termo de Privacidade e Consentimento e a Política de Privacidade.

0 comentário